Notícias
22/12/2020 - Gabinete do Prefeito
Miguel Almeida encerra gestão após quatro anos de avanços em Minas do Leão
No dia 1º de janeiro, o prefeito de Minas do Leão, Miguel Almeida, entrega o cargo para a também progressista Silvia Lasek, que governará a cidade até 2024. A ex-prefeita receberá um município que acumulou avanços nos últimos quatro anos, após um intenso trabalho promovido pela gestão de Almeida, que liderou a comunidade em seu terceiro mandato.
 
Em todas as áreas, Minas do Leão celebrou conquistas, que melhoraram a qualidade de vida da população do município, de mais de oito mil habitantes. "Trabalhamos sem parar para trazer melhorias à cidade. Com responsabilidade, dedicação e uma equipe competente, fizemos a comunidade avançar", comemora Miguel Almeida.
 
Um dos destaques está na gestão financeira da cidade – que manteve as contas em dia, apesar das crises. Durante os quatro anos, os servidores receberam seus vencimentos sem atraso, além de ter o 13º salário depositado de forma antecipada. Os fornecedores também foram regularmente pagos. "Cuidar das finanças é essencial. Dessa forma, pudemos ter dinheiro em caixa para investir mais em saúde, educação e emprego", ressalta o prefeito. 
 
Em 2019, Minas do Leão foi reconhecida pelo Tribunal de Justiça do RS com o selo de regularidade e responsabilidade no pagamento de precatórios. No mesmo ano, conquistou o Troféu Gestão Municipal, da revista Em Evidência. Além disso, desde 2017, as finanças não tiveram nenhum apontamento do Tribunal de Contas do Estado.
 
Enfrentando o coronavírus
 
Em 2020, a cidade se viu diante do desafio do coronavírus. Uma série de ações foram realizadas para prevenir a disseminação da doença na cidade, como a testagem da população — o município foi o que mais fez testes na região, num total de 2.354 exames, o equivalente a 29% dos habitantes. Além de equipes de saúde que atuaram diretamente no cuidado e prevenção, o time da assistência social auxiliou as pessoas em vulnerabilidade, com doação de alimentos, botijões de gás e kits de higiene com máscara e álcool em gel.
 
Uma das principais iniciativas da Prefeitura foi a criação de um fundo municipal de combate à pandemia. Em formato inédito no Estado, recebeu doações da comunidade e da Câmara de Vereadores, além de parte dos salários do primeiro escalão do Executivo. Por meio da Asmurc (Associação dos Municípios da Região Carbonífera), Miguel Almeida mobilizou esforços para a criação de leitos de UTI no Hospital de Caridade São Jerônimo, referência no atendimento da covid-19. Após uma série de reuniões com o Estado, Assembleia Legislativa e deputados, a instituição recebeu dez leitos. "Foi um trabalho intenso para garantir que nossa gente tenha acesso ao tratamento aqui na região, sem ter de ir à capital", celebrou o prefeito.
 
Ainda na saúde, o posto de saúde João Thadeu de Vargas Alves, no bairro Recreio, teve sua capacidade de atendimento dobrada, com ampliação das instalações — que também recebeu um novo consultório odontológico. Os agentes de saúde passaram a contar com um novo veículo para os deslocamentos diários e seis tablets, que agilizam os trabalhos das equipes.
 
Desenvolvimento para gerar empregos
 
Trabalho é uma das principais demandas dos leonenses. E a Prefeitura atuou em diversas frentes para gerar empregos. O município fechou uma parceria com a Superpan, de Rio Pardo, beneficiando atualmente mais de 40 trabalhadores, que recebem lanche e jantar e têm o transporte custeado, quase em sua totalidade, pela cidade. No Distrito Industrial, a Scala iniciou suas operações, enquanto a Rio do Sul adquiriu um terreno. A gestão também auxiliou em ações para outras empresas em instalação na área. No total, foram 240 empregos consolidados e 110 vagas encaminhadas.
 
Outra ação da Prefeitura é um convênio com a empresa Planalto, garantindo desconto de até 50% na passagem entre Minas do Leão e Porto Alegre, beneficiando quase 150 trabalhadores. A gestão deu ainda continuidade ao programa Novo Horizonte e criou o projeto Construir, oferecendo oportunidades para homens e mulheres de baixa renda. E, por meio do Acessuas Trabalho, foi realizada capacitação de jovens para o ingresso no mercado.
 
A cidade também vem se mobilizando em defesa da Mina Guaíba, projeto que pode gerar mais de 7,5 mil empregos indiretos e impacto de até R$ 23 bilhões no PIB gaúcho em 20 anos. "É uma oportunidade imensa para a região, repercutindo em mais renda, saúde, educação e infraestrutura", afirma o prefeito Miguel Almeida.
 
Avança Leão
 
Lançado em 2019, o programa Avança Leão gerou investimentos de R$ 10 milhões em melhorias na comunidade, como obras de infraestrutura, compra de veículos, mobiliários e instalação de câmeras de monitoramento. As ações incluem o asfaltamento de ruas, duplicação da ponte da Rua José Wisniewski, revitalização de três praças e aquisição de maquinário e novos veículos.
 
Na educação, somente em 2019, foram abertas oito novas turmas de Educação Infantil. A Prefeitura investiu ainda R$ 702,8 mil na ampliação e melhorias da infraestrutura em todas as escolas municipais. A EMEI Leãozinho Sabido recebeu três novas salas de aula, enquanto as instituições de ensino fundamental ganharam novos móveis.
 
O município avança também em negociações com a CRM (Companhia Riograndense de Mineração) para receber como doação prédios e terrenos inutilizados. Uma das edificações é o Clube Duque de Caxias, no Centro. O local iria a leilão e, após negociações feitas pelo prefeito Miguel com a direção da estatal, as tratativas para venda passaram a ser feitas diretamente com a gestão, que têm interesse em adquiri-lo.
 
“Deixaremos dinheiro em caixa para a aquisição do Clube, que irá nos auxiliar para melhorar ainda mais a saúde em Minas do Leão”, afirma Miguel. O principal plano é que ali seja construído um novo centro de saúde, mais amplo e com melhor qualidade. Entre as prioridades da prefeita eleita Silvia Lasek, o projeto teve o pontapé inicial dado ainda no segundo mandato de Almeida, quando o local foi cedido, em comodato, para a cidade. Agora, já há uma comissão formada para avaliar a área e encaminhar a compra do imóvel. A Prefeitura solicitou ainda duas frações de terra na rua Hilário Flôres, que podem receber moradias. 
 
Na segurança, começou em abril a instalação de câmeras de videomonitoramento na cidade. Em diálogo com o Governo do Estado, Minas do Leão buscou também reforçar o efetivo policial, com novos brigadianos. Em 2019, a Brigada Militar ganhou uma nova viatura, que passou a ser utilizada no patrulhamento ostensivo.
 
Encerrando seu terceiro mandato, Miguel Almeida diz ter o sentimento de dever cumprido. "Em nenhum dia faltou dedicação para fazer o que nos comprometemos com a população: promover desenvolvimento e trazer mais qualidade de vida à nossa gente. Minas do Leão é hoje uma cidade melhor de se viver", celebra o prefeito, desejando sucesso para a gestão de Silvia Lasek. "Tenho certeza de que ela fará um excelente trabalho, com novas conquistas para os leonenses", concluiu.
Leia Também
veja mais notícias